Carta para um amor que ainda não chegou

Não nos conhecemos ainda, eu sei. Por favor, não faça mau juízo  , já que quem vai direto ao ponto é mal interpretado. Complicar é muito mais simples e torna mais fácil justificar o porquê deu errado e nos eximir de qualquer culpa.

O que é dar errado? Se não ficamos pra sempre é porque deu errado? Acho tão limitado pensar assim. Prefiro pensar que se virou história é porque deu certo. E não importa se aconteceu por uma semana ou uma década, se trouxe boas gargalhadas a duração se torna coisa ínfima. Relacionar um fim a ideia de que não deu certo é transformar o passado em um grande equivoco, e acreditar de que nada de bom aconteceu.

O que quero te dizer é que tô um tanto cansada em sentar em uma mesa de bar e contar minha vida inteira enquanto tento conter minhas expectativas e desvendar os sentimentos alheios. Que dessa vez confesso que vou preferir saber o que te trouxe aqui e não sobre suas bandas favoritas. Com certeza ficarei mais feliz se pudermos ouvir algo junto enquanto divagamos sobre a vida.

Não preciso que pague a conta, mas queria muito que você pagasse pra ver o que pode ou não acontecer. Que se deixe ser real e esqueça o medo, porque se não deixarmos nos levar as vezes, nunca poderemos saber onde poderíamos ter chegado.

Talvez você estranhe minha sinceridade logo de cara, é que não quero participar do grupo de pessoas que preferem esconder o que querem e o que sentem só pra parecerem fortes, sendo que forte mesmo é totalmente o contrário disso.

Na verdade, não sei o que seremos se vamos poder conjugar esse verbo juntos, mas sei o que não quero que você seja: indiferente. Por isso, eu me disponho a fazer o que nunca faço, e ao invés de calar o que penso, te digo que se quis te conhecer é porque estou disposta e quero que você também esteja.

Espero que você queira conhecer além da superfície, ouvir mais do que meias verdades. Que possa abrir as portas de casas e as janelas da alma, que solidão com solidão não se soma, se anula e que é bom não se armar as vezes, o que é usado pra defender, te protege ao mesmo tempo que te esconde.

Que dessa vez seja eu. Que nosso passado não atrapalhe e que o futuro não nos assuste. Vamos viver o presente pra que nossa história não venha ser resumida ao um “e se”.

Que você escolha ser você e se deixe ser intenso enquanto durar. Que seja reciproco, que seja feliz.

Mesmo que o pra sempre possa acabar amanhã precisamos dar valor as chances de fazer diferente hoje.

Eu tô dentro e você?

 

 

Indefinidos

Estávamos bêbados de cerveja barata na calçada da sua rua e mesmo sem vento eu usava seu moletom verde. Cansada depois de um dia de trabalho debrucei em seu colo e fiquei fixa olhando a rachadura da calçada a nossa frente.

Você aproveitou esse frágil momento onde as verdades são ditas sem pudor e ao invés de perguntar sobre qualquer outra coisa banal, mandou na lata “por que você nunca escreveu sobre nós?” Fiquei muda e correr seria a opção mais viável. e quando estava pegando impulso felizmente alguém me chamou pra eu ir embora.

Acordei na manhã seguinte com  o fantasma da sua pergunta. Afinal, porque nunca escrevi sobre nós? Já escrevi sobre ex namorado, tempo, atual namorado, paixões platônicas e até signos. Mas eu nunca escrevi sobre você. E O que não falta é repertório. A começar pelo dia que nos conhecemos, você me convidou para dar um rolê e lá começou a recitar Drummond.

Fui pensando em todas nossa recordações e ai eu soube. É que toda boa história precisa de começo,meio e fim.  Mas nosso sinônimo é impreciso e nossa composição é incerta. Como se estivéssemos eternamente na calçada na duvida  entre correr, ficar, beijar ou amar.

Somos mais que paixão e menos que amor. Poderia dizer que somos luxuria, mas não dá, ao afirmar isso eu estaria anulando as conversas,  os dias que compartilhamos sem de fato nos encontrar. Me sobra afirmar que somos loucura. Um drama insano de dois despedaçados, dois que se gostam… Mas será que se gostam mesmo?

Então ai esta sua resposta meu bem. Simples e objetivamente nunca escrevi sobre nós porque é difícil para caralho rascunhar sobre algo tão incerto, e eu não ligo que sejamos essa corda bamba, acho nossa reticências extremamente poética. E no fim dentro do nosso amor que não é amor, da nossa paixão que não é só desejo seguimos juntos e as vezes separados, mas para sempre (ou não) condenados a viver esse sentimento inconcluso pagando a penitencia de sermos indefinidos.

Alice, a menina que não sabia dizer o que sentia.

Alice sempre foi de sorrir muito. Quando conversávamos ela sempre me falava que não sabia expressar o que sentia. soava como uma confissão, um pedido de ajuda. Supeito de que quem diz isso sofre, mesmo que não saiba.

Ela era medo de sentir a alegria que nunca sentiu. Alice era a vergonha de ser, uma conversa estreita entre o sentir e o orgulho de demostrar.  um medo tamanho mar-profundo, uma concha que de tão fechada ouvia todo mundo dizer que “menina durona”, mal sabiam que  ela sentia grande pavor em perder a pérola que havia dentro dela.

A Alice não conseguia descobrir como era divertido dizer. estar amando se tornava algo pequenininho perto da adrenalina de dizer ao outro que estava sendo amado. Assim ela perdeu muito tempo com medo. perdendo amores, sensações únicas, sorrisos por achar que sei lá, não sei, não consigo. e por fim se perdendo em saudades.

Ela sempre queria saber de tudo, sem querer falar nada. Eu te quero, fica comigo, estou com saudade – são palavras que soam como música aos ouvidos de quem vive conosco. uma pena alice não ter sabido disso. uma pena não ter tido coragem de enfrentar esse mundo de palavras ditas sem pudores e talvez ter em troca um sorriso de reciprocidade.

Sorria como a Alice. Mas não deixe de dizer aquilo que ela não conseguiu. Ela não sabe o que perdeu mesmo que ja tenha perdido tantas coisas.

Ah se ela soubesse como a vida se tornaria amarga depois das dores de não falar. Ah se ela soubesse que a vida passaria tão rápido e que o medo so passará quando ela enfrentar. Então Alice não adianta amar a saudade de um dia se o amor acontece agora.

vazio

-eu te amo! – bebi o café

-o amor é vazio… ele me respondeu

Apenas o observei.

-Se lembra do balão que te dei no parque? ele perguntou enquanto o café esfriava sem ninguém pra tomar.

-é como meu coração… concluiu.

– vazio! – suspirei

Ele tem alma livre, não se prende, não se apega, não preenche, e eu só conseguia pensar em respostas que não falaria para ele.

-também, e é por isso que ele flutua.o balão está sempre cheio! Não é por que não vemos que não haja algo ali. Meu amor é assim, parece um vazio, e eu estou sempre nas nuvens com você.

Vamos não ficar bem juntas?

Guardar nossas metas, esconder nossas lutas, sorrir o tempo todo para não parecer que estamos sendo pessimistas. Compartilhar historias desagradáveis? De jeito maneira, só as agradáveis porque ninguém tá disposto a ouvir a real resposta da pergunta. “Tá tudo bem?”

Não faz mal chorar de vez em quando, não faz mal querer mais e dormir só quando o sol raiar e perder a hora.

O que vocês fizeram com o choro? Cadê a tristeza? Onde já se viu achar que estamos felizes só porque sorrimos? Eu quero ser aquela pessoa que está disposta a chorar com a amiga, ficar silenciosamente ouvindo e sem precisar dizer “Fica bem”. “Vamos não ficar bem juntas?”, talvez o que ela esteja precisando é alguém disposto a ajudar e não que a faça rir.Já viram algo mais desesperador que alguém forçando outro a sorrir quando na verdade os dois querem chorar? O amor constrói-se no diálogo. E isso, minhas amigas me ensinaram.

Eu sou alguém que chora sozinha, vejo videos do budismo pra me acalmar. Choro com amiga se preciso e sou aquela que apoia suas loucuras, prefiro as verdades mais descaradas do que as mentiras de tá tudo bem sempre.

E  quem me ensinou isso foi uma moça que toca violão, outra que me chama de vei, outra que acabou de cortar o cabelo. Obrigada meninas!

É de clichê que o mundo precisa, meu bem.

O mundo precisa de uma mensagem de bom dia no dia seguinte. Um “você chegou bem?” depois da balada. Uma declaração fora de hora ou uma simples ligação. Não quero participar da geração do desapego, eu vou fazer textão pra minha paixão sim, se preciso crio um blog e se reclamar faço um livro.

Pode dizer o quanto me quer, eu vou bater na sua porta bêbada e dizer que sinto a sua falta. Não tenha dúvida que vou cheirar minha roupa só pra certificar que seu cheiro ainda está nela.

Não precisa ser grudento ou meloso.O que eu to falando é que não há nada mal em ser clichê. Leva-me pra jantar, pro cinema ou pra andar na areia da praia. Faz companhia na casa da minha vó, cancela a balada só pra ficar deitado comigo. Faz um café, enquanto escolho a série e vem mexer no meu cabelo até eu cair no sono.

Eu vou ser doida. Completamente apaixonada por você. Não vou conter a felicidade quando te ver. Ficarei toda boba te admirando. Vamos ser clichê, meu bem.

Queira-me cada dia mais, vamos rir junto, faz cocegas, morde minha bochecha, fica com tesão toda vez que eu tirar a roupa. Vamos dormir de conchinha, vou sair da cama com todo o cuidado e ver se tem algo pra gente comer, vou na padaria se não tiver. Cara eu vou fazer tudo por você.

Mas não venha com essa de desapego. Porque ser clichê é bom pra caralho.

Em paz

Quando ela se olha no espelho não dá pra negar, mesmo quando ela diz que é difícil encontrar alguém na verdade o difícil mesmo é tirar o escudo que foi tão bem esculpido pelo tempo. Ela sempre ouve alguém dizendo “se permita amar”, mas ela nunca quis afastar o amor, ela só quer mandar pra longe quem abusa daquelas mensagens, convites e propostas que não passam de textos prontos que fica ali só esperando o próximo alvo pra ativar ctrl+c ctrl+v

Como deixar de ser só quando as pessoas são tão iguais?

Há quem acredite que isso é coisa de gente que não consegue se relacionar e se acostumou com o conforto da solidão. talvez. acredito que seja mais que isso, uns chamam de “grau de exigência” mas prefiro, fim da paciência. Chega um momento que é insuportável aguentar aqueles comportamentos bipolares de quem não sabe o que quer.

Pessoas que ficam “perto” por uma noite ou no máximo uma semana e depois desaparecem, fugindo, se escondendo, como se você estivesse obrigando ou mantendo a criatura presa, já ultrapassa o limite do ridículo.

Ela não mais abre mão de um noite com amigos só para estar em uma baladinha distribuindo sorrisos para o primeiro  quem se interessar. Ter uma noite maravilhosa e uma manha depressiva sem reconhecer com quem estava? sem chances.

Olhe pela janela e veja como a alma dela está na solidão,em paz e feliz . não bata na porta se não tem a intenção de entrar.

Beijos nas costas (+18)

Domingo sempre surge aquela carência, falta de beijo… Não sei se deveria começar esse texto, invadi-la sem um sorriso de aprovação.

Ela adorava beijos mas costas. A gente nunca sabe se é carinho, massagem ou uma forma de presentir a delícia quer e te comer todinha. Eu a olhava nos olhos e a chamava de putinha. Posso te chupar? Como se precisasse perguntar.. com a barba eu brincava por entre suas coxas e as mordia sem dó. Penso em como é bom sentir prazer com quem a gente confia. Aquela sensação de entrega que conquistamos em tão pouco tempo.

Tira a sua roupa, te doa feito louca e se liberta do seu antigo amor. Rir comigo, me pede beijo. Geme. Você sabe como eu gosto. Me chupa. Se lambuza, me deixa te sujar, de amor, de palavras e de suor… a gente veio pra suar e se preciso.. morrer na cama, so não vai embora sem dizer que não morreu comigo.

Ela queria ser juiz a. Ela me dizia isso com culpa por ser tão distinta no trabalho e na cama. Mas quem disse que ela não poderia ser juiza e minha putinha? As pessoa não são receitas, pode ter dias de tapa na cara ou beijo na testa. Ela é tudo o que ela quiser e a min so me resta apoiar, amar e sorrir, deixarei os julgamentos para os pobres de espíritos que preferem se limitar.

A gente é livre para voar entre a magia de um lencol e o rebolado daqueles que oh.. nem precisa colocar as mãos.

Os caras que escrevem

Quando eu era bem novinha minhas paixões platonicas não eram galãs de novelas, músicos ou modelos. Eram aqueles caras. Os caras que escreviam. Algumas vezes eu só conhecia suas linhas.

Cresci e encontrei o o cara que fez parte das minhas idealizações. Escrevo esse texto com muita pressa, para você não cometer o mesmo erro que eu.

Não se apaixone por ele. Ele vai conhecer você, reparar nos seus mínimos detalhes, saber cada centímetro do seu corpo e sim, seus defeitinhos vão ser usado como licença poética.

Ele vai te descrever em milhares ďe texto e nunca citar seu nome. Não por maldade, mas por saber que aquele texto precisa se encaixar em outros corpos de outras mentes.

Por favor, repito mais uma vez: não se apaixone por cara que escreve. Ficou claro? Ele vai querer te romantizar dentro da mente dele e tentar trazer para o mundo real. Ele vai passar noites em frente ao computador para contar como seu coração foi partido. E se a dor for muita, talvez nem consiga digitar uma palavra.

Não se apaixone. Ele vai querer contar seus piores segredos e também a dor que o move ou paralisa.

Ele tem lábia, menina. Vai saber te seduzir direitinho. Ele vai usar o texto que escreveu para você ou lembrar alguma obra conhecida e te recitar. Provavelmente, sussurando.

Não se apaixone por ele, pois ainda que você queira que ele escreva sobre você, ele pode preferir escrever sobre política. E tem aqueles casos de você pensar que o texto era pra você mas foi apenas uma inspiração, um devaneio que teve ao olhar seu cachorro. Ele também vai manchar a mesa de café e cerveja. Vai preferir dormir em frente ao notebook em vez de dividir a cama com você.

Ele vai te manter viva em mente, coração e escrita. E mesmo que acabe, ele vai sempre lembrar do melhor que havia em você. E Se algum dia ele apontar o lápis para escrever sobre você, será real e de verdade.

Não se apaixone por caras que escrevem, pois eles são únicos.

Por fim…

Não se apaixone por caras que escrevem… ame-os.

Não é amor

A mensagem dela chega e seu coração para por um segundo. Você acorda mais cedo e não volta a dormir porque ela fica tão linda dormindo ao seu lado, em paz, tranquila, como se tivesse no lugar mais seguro do mundo. Isso não é amor, e não quer dizer que é demérito. Não ser amor não significa que não seja especial, entende? Só não é amor. Ainda. Talvez. Não precisa ser.

Não é amor quando você pede pra mandar mensagem quando ela chegar em casa. Não é amor quando sente saudade e aperta forte quando voces se encontram. Que diferença faz se não é amor quando vocês estão andando de mãos dadas ou quando vocês estão sorrindo um pro outro.

Não precisa ser amor pra tocar pra ela mesmo um tanto desafinado. Nem pra se pegar admirando a foto dela.

O amor não tem exclusividade dos cafunes, das piadas sem graça enquanto ela tá mal humorada. Não precisa ser amor. Não precisa ser nada. Só precisa ser vocês dois. Mais nada.

Mil maneiras de falar

Como falar que sonhei com você essa noite e que ao sair de casa sua voz começou a tocar no meu celular?

Como falar que sinto saudade daquilo que nem chegamos a viver  e que eu sinto falta de falar com você todos os dias?

Como falar se eu não sei se você vai querer ouvir? Como gritar pra o mundo se nem você para pra me escutar?

Como falar que despois do seu beijo as outras bocas não me interessam?

Como falar que eu poderia me apaixonar por quem goste de mim mas eu só consigo ser louca por você?

Como falar que tento esquecer, tento não querer, não pensar mas sua presença não deixa? Como escutar músicas e não lembrar de você? Como agora enquanto te desenho e escrevo isso tudo.

Como falar que você foi feito pra mim, mas trocaram os endereços e outra pessoa irá pegar o pacote? Como desfazer esse mal entendido e ver você entrando pela minha porta?

Como falar que vejo nossas fotos e sempre acabo pensando em mil maneiras de te falar que eu quero você só pra mim?

Como?

Pressa

Eu tenho pressa pra sentir e juro que nunca foi minha intenção te assustar. É que me da um impulso nervoso. O vazio me incomoda.

Te transformei em um ou dois textos. E fiquei esperando pra entregar o coração se você pedisse. Eu sei que não deveria. Não deveria ser tanta coisa assim, esse  era o trato. Mas é que eu me apego aos detalhes. Sempre achei que isso que faz toda diferença. Meu lado racional diz que inventei tudo, criando toda essa confusão. O combinado não era esse, lembra?!. Mas penso também que pode ser real. Talvez. A vontade era real, isso é certeza. Era a vontade de você ou da sensação quando estou com você?

É que eu queria te ver sempre, ficar falando qualquer besteira, mostrar as músicas que ouvia quando pensava em você. Queria te ver por conta da saudade e por esse frio no estômago – so que foi diminuindo enquanto esperava você vir.

Eu sei que me importei demais. E sei tambem que não deveria. Mas isso já passou.

Por que não escolhe alguém melhor?

Ela já quis encontrar um cara

que não a fizesse como uma opção

Que não se declarasse pra todas

Ela procurou por alguém que liga no dia seguinte pra dizer: “bom dia!”

Desejou alguém que ao vê-la ficasse com a mão fria e o coração disparado

Mas só encontrou aquele que encosta pra ter algo.

Ela por muito tempo sonhou com um cara que a escrevesse cartas de amor

Acordava e recebia cantadas

Ela queria ser beijada e abraçada

Só conseguiu ter relações com um cara que vira, deita e dorme.

Quando tinha 11 anos não sabendo como fazer para que o Renato gostasse dela

Escreveu a sua primeira carta de amor

no final da aula, viu a carta amassada dentro do lixo.

Com 18 anos foi traída

ele a ligou chorando desesperado

tentou voltar

mas ela não quis.

Numa noite saiu com um cara

se envolveu

mas ele era da farra, de beber e ficar com várias.

O encontrou em uma outra noite

e viu ele indo embora com outra

é estranho com algo doce se torna amargo

Você volta pra casa, fecha todas as portas, e chora.
Será que um dia você vai entender que precisa encontrar alguém melhor?

Por que você não diz adeus aos dias escutou não em vez de sim?

Fiquei pensando porque você não escolhe um cara melhor?

Por que não esquece os dias que foi enganada em vez de amada?

Fiquei pensando porque não escolhe um homem melhor?

Ei, não basta seguir o coração você precisa aprender a guiá-lo.

 

 

 

Fica mais

Então você me olha e diz “adoro ficar com você”. Até que essa afirmação pode ser verdadeira e ser acompanhada de certo carinho mas posso te mostrar que você nem sabe o que está dizendo.

Você faz questão de dizer que adora ficar comigo, mas você já prestou atenção de que você nunca fica? Você sempre vai e nunca sabe quando volta.

Ficar é uma expressão horrível pra essas relações superficiais. Como dizer que eu fico com alguém que só ta de passagem?

Quem dera você ficasse! Sem precisar de hora marcada ou dias estabelecidos. Sem precisar me vestir rapidamente quando eu só queria permanecer aconchegada em seus braços. Sem precisar sentir uma saudade inexplicada, sem saber se alimento ou mato. 

Penso em questionar sobre essas coisas. Será que vale a pena exigir alguma coisa e perder nossos momentos? Repenso todas as minhas idealizações de relacionamentos. 

Enquanto isso você continua “ficando” vez ou outra. E eu vou deixando enquanto isso me parece conveniente. Até quando eu não queira mais ficar com você e faça você entender que ficar significa muito mais que estar.

 

Que é pra ver se você volta

Já mudei minhas roupas e meu corte de cabelo, conheci outras histórias. Me aventurei em camas desconhecidas. Tô tentando te tirar de mim, esquecer o seu cheiro junto com o meu, tô riscando meu corpo que é pra ver se eu encubro as marcas que você me impregnou.

Dou sorrisos pra convencer todo o mundo. Sempre ouço alguém dizendo de como eu mudei e amadureci, que terminar com você me fez um bem danado. Agradeço esses elogios que pra mim não faz nenhum sentido pois sua falta ainda dói. As noites são longas e tento dormir o mais rápido possível para matar essa necessidade de me aninhar no seu peito.

Já parei de ficar bêbada nas sextas, de chorar pelo seu silencio. Já parei de me perguntar o que deu de errado. Já aceitei que não foi minha culpa. Que a frase “é a vida” não é só mais um clichê. A vida é assim mesmo, juntando, separando e que deixar pessoas para trás faz parte. Eu mesma já esqueci tanta coisa no meu passado. Mas onde aperta pra poder te esquecer?

Apaguei nossas fotos, rasguei suas poesias. Já me libertei de todas as lembranças físicas pra perceber que eu nunca precisei dessas coisas para me lembrar de você. Penso em você todos os dias, e a minha vontade é te contar sobre os meus dias e saber sobre o seus.

Não sou a mesma de meses atras, refiz meu mundo, juntei os cacos, me joguei em outras aventuras pra ver se eu estava pronta. Mas desde que você se foi nunca mais me machuquei. Estou dura como a rocha. Não sinto nada mas ainda amo você.

Todo dia eu coloco o sorriso no rosto e enfrento a luta. Conhecendo outros caras, trocando telefones, tendo uns encontros fajutos. Que é pra ver se eu te esqueço. Que é pra ver se eu encontro outro sorriso que me faça esquecer o seu. E toda noite eu volto, sem um pouco de mim, suja, mais sozinha e desesperada. Coloco uma musica lenta, acompanhada com uma taça de vinho e me abraço em silencio. Que é pra ver se você volta pra mim.

Quero falar

Atenda! Pede pra desligar o som e me ouve. Preciso falar com você… me livrar do que ta preso na minha garganta para que eu não me afogue em palavras. Não diga para eu esperar, tenho que falar agora ou talvez eu nunca mais tenha coragem de dizer. 

Obrigada por ter atendido. Não se preoucupe não tenho a pretensão de me estender muito. Só quero dizer que adorei nossa noite, como tenho adorado todo o tempo com você. Na verdade nem é “todo o tempo” assim. Temos nos encontrado dois dias seguidos, aí nos separamos por três ou mais semanas, e depois nos encontramos de novo e o tempo de convivência aumenta e meu sentimento também. 

Acho massa esse seu papo de que somos leves, que tudo está indo numa boa. Temos sintonia e que é melhor deixar as coisas rolarem sem fazer planos. Esse texto é muito legal mesmo. Fica lindo quando você fala, na verdade tudo fica lindo quando sai desses labios vermelhinhos. 

Mas o que eu queria dizer é que estou cansada de relações casuais e com você não daria certo, o “pega e não se apega” acabou pra mim quando você demorou seus olhos castanhos nos meus. 

Não consigo mais disfarçar e fingir que sou descolada e fico bem quando você vai embora. Que fico bem quando tenho que te dividir. PORRA nenhuma! Eu fico péssima. 

Quando você retorna não quero ouvir você dizer “e ai quando vamos nos ver?” Eu quero ouvir “e ai quando não vamos nos separar?” Não quero ser a garota que quando sai da sua casa, sai da sua vida também. 

Desculpa por eu ser assim intensa, não dava pra levar essa situação que me incomoda tanto. Sou bem sincera, e agora não importa se você vai sumir por medo. Falar isso, já me deu coragem pra seguir com ou sem você. 

Era isso o que eu tinha pra dizer. Desligo  o telefone e você fica aí com minhas palavras. Eu posso me calar para sempre mas so se você quiser. 

Não repara a bagunça

Os pratos estão quebrados, as xícaras sujas de café e o coração com marcas das porradas que levei. Mas não repara a bagunça quando entrar. Alias, repara sim mas diz que vai ser paciente, enquanto eu não arrumo tudo aqui. Perdoa o jeito que sou e continua me pedindo calma sempre quando eu exagerar. Juro que vou continuar entendendo.

Por aqui ainda tem umas lembranças ruins e uns pesadelos que me perseguem toda noite. Eu ando cética e não dou bola pra poesia e músicas românticas. Eu não acredito mais em felicidade do casal no sétimo ano juntos. Entende?

Perdoa as cobranças, a TPM, os choros, as risadas escandalosas, as bads sempre quando a noite cai. Perdoa esse meu cansaço de tudo e todos, as neuras de adolescência que eu ainda não abandonei.

Você perdoa? Eu deixo você entrar, te dou carinho, comida e companheirismo mas você tem que encarar todo o resto. Você encara?  E não me cobra, pelo amor de Deus, não me cobra mais nada porque eu não dou mais conta de ter que ser nada, porque isso foi o que sempre estragou tudo. E eu cansei de amor estragado.

Você perdoa a bagunça e não desiste de mim?

Pra já

Eu fiz esses dias uma lista gigantesca de filmes e livros que eu teria que ler. Ultimamente eu tô assim, ando com a necessidade de tudo pra já. Iniciei quatro livros e entro em desespero por saber que tô demorando demais.

Muitas vezes me pego fazendo comparações com pessoas da mesma idade que eu, que já faz sucesso na vida. Começo a questionar todas as minhas escolhas. As pessoas não vivem dizendo que eu tenho tanto potencial e como não consigo alcança-lo?

Como crescer, ser e aparecer?

Tenho medo de não ser o suficiente, de não ter lido tudo, de não viver todos os meus sonhos. De ficar pra trás.

Talvez isso seja crise dos vinte e pouco anos ( e eu nem cheguei aos vinte). Mas eu só queria saber: como faz pra acalmar e fugir dessa correria?

Match

Não tava lá muito afim de conhecer gente nova mas na segunda ligação resolvi atendê-lo.Ele me perguntou se eu queria encontra-lo. E eu, simplesmente fui. Era um completo estranho que troquei algumas mensagens na noite passada mas em época de match tudo vale. Senti uma vontade muito grande de ficar ao lado dele. Talvez… por ele parecer com aquele ator – sim, sou péssima com nomes. Ou talvez por ele ter me roubado boas gargalhadas.

Conversa vai e conversa vem. Falamos um pouquinho de nós.  Ele era do tipo de cara que  sabia como tornar os momentos agradáveis . Sem conversas demoradas, explicações e debates. Ficamos juntos a tarde inteira, e foi melhor do que eu esperava.

A noite caiu. O nosso último beijo foi dado como quem se despede sem precisar dizer que está indo embora.

 

Liga pra ela


Hoje liga pra ela, meu amigo. Rafaela, Daniela? Não sei o nome dela. Só sei que ela espera sua ligação todos os dias. Entendo que você tá cansado dek ouvir as mesmas desculpas “você é o cara certo, no momento errado”, só que ela… Ah! Ela só quer te ouvir falar. Pergunte: sou o cara certo pra você? Ela vai te responder sorrindo, a escute com atenção como se nada no mundo existisse. Não vá atrás de peitos e bundas, ela quer fazer amor com você, cara. Perca a razão, aproveita e entrega o coração.

Ela tá cansada de mentiras e amores rasos. Não quer contos de fadas, só deseja o seu silêncio. E um pouco de certeza em meio a tantas incertezas.

Ela que um dia já escreveu cartas pra outro homem. Hoje, meu amigo, é sua vez de conquistà-la. Você nao precisa ser um cara perfeito para ter um amor verdadeiro.

Vai

Liga pra ela

Ela que tá se sentindo velha

Temendo não encontrar você

O amor da vida dela

Gratidão

Li em algum lugar que gratidão é conseguir ser feliz diante de adversidades. Ficava perguntando como poderia exercitar isso. Comecei a escrever sobre ela. No inicio não foi fácil encontrar-la. Não é tão simples assim, temos a tendência de complicar e julgar com severidade tudo. Mas a medida que escrevia meu coração transbordava a cada palavra.

Como sentir-se grato quando tudo parece dá errado? As reclamações trazem consigo a petrificação de sentimentos. Perpetua a inércia emocional. A nossa visão fica limitada aos problemas e a incapacidade de perceber os pequenos milagres se torna impossível. Quando comecei a entender tudo isso pude me libertar das prisões da vitimização.

A bondade existente na atitude de agradecimento é um antídoto natural para o pessimismo, o rancor, o ranzinza, a mágoa, a raiva, a tristeza, a revolta, entre outros. Quando vibramos nessa emoção estamos na faixa sutil da energia elevada. Eis que nos deparamos com a nobreza do sentir-se em paz, em completa comunhão com nosso eu.

“Hoje abra um sorriso porque de dor já chega.”


RECOMEÇAR

Não importa onde você parou,
em que momento da vida você cansou,
o que importa é que sempre é possível
e necessário “Recomeçar”.

Recomeçar é dar uma nova
chance a si mesmo.
É renovar as esperanças na vida
e o mais importante:
acreditar em você de novo.

Sofreu muito nesse período?
Foi aprendizado.

Chorou muito?
Foi limpeza da alma.

Ficou com raiva das pessoas?
Foi para perdoá-las um dia.

Sentiu-se só por diversas vezes?
É por que fechaste a porta até para os outros.

Acreditou que tudo estava perdido?
Era o início da tua melhora.

Pois é!
Agora é hora de iniciar,
de pensar na luz,
de encontrar prazer nas coisas simples de novo.

Que tal um novo emprego?
Uma nova profissão?
Um corte de cabelo arrojado, diferente?
Um novo curso,
ou aquele velho desejo de aprender a pintar,
desenhar,
dominar o computador,
ou qualquer outra coisa?

Olha quanto desafio.
Quanta coisa nova nesse mundão
de meu Deus te esperando.

Tá se sentindo sozinho?
Besteira!
Tem tanta gente que você afastou
com o seu “período de isolamento”,
tem tanta gente esperando apenas um
sorriso teu para “chegar” perto de você.

Quando nos trancamos na tristeza nem
nós mesmos nos suportamos.
Ficamos horríveis.
O mau humor vai comendo nosso fígado,
até a boca ficar amarga.

Recomeçar!
Hoje é um bom dia para começar
novos desafios.

Onde você quer chegar?
Ir alto.
Sonhe alto,
queira o melhor do melhor,
queira coisas boas para a vida.
pensamentos assim trazem para nós
aquilo que desejamos.

Se pensarmos pequeno,
coisas pequenas teremos.

Já se desejarmos fortemente o melhor
e principalmente lutarmos pelo melhor,
o melhor vai se instalar na nossa vida.

E é hoje o dia da Faxina Mental.

Joga fora tudo que te prende ao passado,
ao mundinho de coisas tristes,
fotos,
peças de roupa,
papel de bala,
ingressos de cinema,
bilhetes de viagens,
e toda aquela tranqueira que guardamos
quando nos julgamos apaixonados.
Jogue tudo fora.
Mas, principalmente,
esvazie seu coração.
Fique pronto para a vida,
para um novo amor.

Lembre-se somos apaixonáveis,
somos sempre capazes de amar
muitas e muitas vezes.
Afinal de contas,
nós somos o “Amor”.

Paulo Roberto

 

O perdido nas estrelinhas vai deixar de existir mas é só mais uma desculpa pra recomeçar.

Gratidão!♥

Ela

Ela volta. Ela sempre volta. Ela nos consome e nos tira tudo, leva a vontade de viver. Ela  É autoritária e ordinária. Bagunça tudo e demora um tempo para você perceber que é mais que uma tristeza sem motivo. É a ausência de vontade de fazer coisas que antes eram divertidas. Você tenta lutar no inicio e diz que é temporária, “vai passar”. A Cada dia fica mais difícil estar com as pessoas, vai se criando um abismo e quando se dá conta você finalmente conseguiu destruir os próprios relacionamentos. Em pleno domingo vai faltar a motivação para sair da cama, e quarta você não vai ver mais sentido em ir trabalhar. Talvez peça as contas ou seja despedido. Tanto faz.

A todo momento o questionamento surge: Por que continuar? É como viver a passos bem lentos. Os dias se tornam iguais. Você está preso nos seus próprios pensamentos e tudo ao seu redor parece reforçar a sua inutilidade. O telefone toca. Você poderia atender e pedir ajuda. Mas não pede. A vergonha de está fraquejando novamente fala mais alto.

Um dia qualquer você acorda com toda positividade. Você faz contato e tenta se aproximar dos amigos. Enfim, você está sentindo vontade de ver e sair com as pessoas mas isso passa muito rápido. Você sabe que não irá funcionar de qualquer maneira.

Uma hora você vai perceber que seu estado é insuportável e que precisa acabar logo com isso. Talvez você acabe. Talvez você tente e fracasse. Ou talvez nessa dura jornada você encontre uma razão (quando não há razão) para viver.

Prêmio dardos

dardos

Eu senti tanta felicidadezinha quando fui indicada pelo capricorniano Willian do blog Fora de Nárnia . Ai depois veio a indicação do blog Ritmo desmedido e Deixa disso, garota! Pronto, fiquei boba. (Muito obrigada, de novo. Amei). Agora finalmente vou responder a tag…

O Prêmio Dardos é um selo virtual, criado em 2008 pelo escritor espanhol Alberto Zambade, autor do blog Leyendas de “El Pequeño Dardo” El Sentido de las Palabras. Ele indicou ao Prêmio Dardos 15 blogs, que indicaram outros 15 e assim sucessivamente.
O objetivo da premiação é reconhecer o esforço de blogueiros que, diariamente, dedicam um tempo compartilhando princípios culturais, éticos, literários, pessoais, etc; manifestando sentimentos através de palavras.

Regras do Prêmio Dardos: 

• Indicar os blogs que preencham os requisitos acima para receber o prêmio;
• Exibir a imagem do selo;
• Linkar com o blog de que recebeu a indicação;
• Avisar os blogs escolhidos.

  1. Gustavo Roubert
  2. Uma boa dose
  3. Universos Concêntricos
  4. Loucos por histórias 
  5. Pontos e abismos
  6. Barbudo escritor
  7. Apenas são notas de rodapé
  8. O eu insólito
  9. Coisas de canceriano
  10. Catarina voltou a escrever
  11. A parte e o todo de mim
  12. Eis a questão
  13. Detalhes intimistas
  14. Cartas para um amor platônico
  15. Permita-see

Diário: O tempo passa mas as paranoias não.

Alguém em sã consciência publicaria alguma página de seu diário pessoal? Bem.. Eu tinha uma amiga que por muita insistência deixou eu ler poucas e suficientes páginas para que fizesse sarro da cara dela por um bom tempo. Até um tempo atrás eu teria um surto psicótico se alguém ousasse aproximar do meu caderninho. Mas graças aos deuses o tempo passa e ganhamos a capacidade de rir das nossas próprias burradas e dramas.

Procurando uns livros antigos me deparei com meus caderninhos. Ahhh! meus caderninhos que viviam embaixo de sete chaves, agora estavam vivendo esquecidos em caixa velhas sem nenhuma importância. Não lembro quando eu parei de confessar meus sentimentos para folha de papel.  Agora bate certa angustia de não ter registrado tudo.  É uma experiencia única ver o quanto você mudou e amadureceu ou de como você não conseguiu evoluir nada.

Se eu pudesse dá um conselho pra vocês diria: escreva um diário.

20/12/13

Penso em todo sofrimento que já passei e isso me dá forças a não pegar o celular e discar o número dele. Ontem recebi uma mensagem do tal dito cujo me dizendo que sentia amor por mim ainda, e a minha vontade foi esquecer tudo de ruim e entregar novamente os meus mais puros sentimentos. Eu sei que nossas brigas prova que eu não sou o suficiente. Que eu já não tenho tanta boa vontade em dá o braço a torcer e  ser menos durona. Falta comprometimento. Não é fácil ter alguém ao lado 2 anos e apesar de tudo continuar fortalecendo o amor. A problemática dos defeitos e mágoas que no inicio é coisa banal toma proporções gigantescas. 

Quando eu penso no passado eu fico confusa quanto a minha decisão. A solidão, a carência toma conta de mim e eu fico frágil, porque eu não aprendi a amar. Eu não sei como é o amor, é do tipo incondicional que nada deve abalar ou deve ser priorizando o amor-próprio? Sinceramente não sei o que pensar.

Eu tentei esquecer tudo de ruim que aconteceu entre a gente, mas eu sempre acho que estou perdendo algo. Se eu voltar atrás vou dar o direito de viver as mesmas coisas, DE ACEITAR A VIVER TUDO DE NOVO. Ele não foi sincero, ficou em cima do muro. Quer me ter ainda com todos esses sentimentos ruins. Como pode alguém querer outro com toda essa negatividade? Isso é uma incógnita. Não entender toda a situação dói muito. 

Espero que me distanciar seja melhor para ambos e que eu não me arrependa. Eu quero me reconectar com meu eu. Ser feliz sozinha. Por que talvez seja isso que eu esteja precisando e ele também.

O passado diz tanta coisa sobre o presente.

Ponto.

Soube que você arranjou uma nova namorada e passou no concurso tão sonhado. Me contaram que você finalmente está feliz de novo.

fav-tumblr-14

Quando terminamos te exclui das minhas redes sociais. Você não gostou muito da ideia mas eu precisava ser egoísta – ao menos uma vez nessa história- e foi bom para mim não ter o perigo de me deparar com alguma atualização deprimente sua. Não ter motivos para alimentar esperanças, sabe?

Não mandei nenhuma mensagem e nem liguei bêbada dizendo que estava com saudade. Não fiz questão que você soubesse das coisas que ainda sentia por você. Simplesmente falei para você seguir a vida enquanto eu iria seguir a minha. Fui viver. Continuei a ir trabalhar e estudar todos os dias. Coloquei meu melhor sorriso e fui. E quer saber ? No inicio só era para disfarçar toda a tristeza mas com o passar do tempo descobri a felicidade aqui dentro escondidinha.

Foi passando. Fui te superando dia após dia até só restar uma lembrança boa. Essas noticias vieram na hora certa. Se quer saber, ainda sou estagiaria e tô solteira mas estou em paz. Hoje eu sei desfrutar da minha própria companhia, entende? Eu não te culpo, muito menos é minha intenção te menosprezar, mas perdi muito mais enquanto ainda te tinha do que quando deixei você ir.

Meu coração encontrou o rumo certo. E não foi por conta do carinha que saí a semana passada , nem as notas boas que tive nesse semestre na faculdade. Foi a calma que adquiri e a leveza que ganhei. Passei a me enxergar como sou e não por meio das opiniões alheias. Consigo não me cansar, não me pesar e não me pressionar. Eu precisava deixar as mágoas de lado e me reinventar.

Assim como fiz questão de você não saber do meu sofrimento, não preciso que você saiba do lado bom também. Mas eu precisava colocar meus sentimentos para fora. Como se fosse, finalmente, o ponto final da nossa história – você aí e eu aqui. Ponto. Final feliz.

E agora?

Acabou. Daqui a um mês, quarenta cinco dias alguma coisa irá acabar –  o namoro, a amizade, o curso, o casamento. Mas no meu caso só acabou. Arrumo a mala e pergunto: Vou para onde?

2(6)

Olha aí, quanta oportunidade pela frente, a minha vó diria. Filha,  A vida é uma só, então vai lá e aproveite. Você só tá começando. Respire fundo, você consegue. Ah, vó, tanta frase de autoajuda, mas eu só queria saber mesmo: o que acontece depois?

Eu não sou a maior fã de rotinas, amo mudanças mas de certa forma sofro com finais. A palavra “fim” nunca fez muito sentido para mim. Dá aquela sensação amarga, linha que diz “chega”. E aí ou a gente dá meia volta ou muda de caminho: de certo lugares não dá mais para passar.  Caramba, e agora?

Algumas vezes você diz só adeus, algumas vezes esperneia, algumas vezes esquece. Sente aquele aperto, não consegue dormir. Pensa em olhar para trás o tempo todo. Mas vai. Respira fundo e vai, porque a graça da vida está justamente em poder recomeçar.

Bom, acabou, vó. Vou arrumar a mala com roupas, até mesmo aquelas que eu não gosto tanto de usar (vai que meus gostos mudam, não é mesmo?). Vou tomar umas doses de coragem, esconder o medo com o sorriso. Afinal, é só mais um fim , não é vó? Vou parar com o drama. seus conselhos têm mesmo razão: se quase tudo pode acabar, o que importa mesmo são os nossos meios e começos. Então vamos lá, sacudir a poeira e recomeçar. E ver no que isso vai dar.

Quem disse que amar dói?

Como pode o amor causar tanto dano como dizem por aí ? Não aceito. Definitivamente não aceito essa justifica esfarrapada. Ei você? Você mesmo…Que coloca toda culpa dos seus excessos e de suas faltas em um sentimento tão bonito. Pode parar. O amor não causa cortes e hematomas.

Neve Caindo Blog Tumblr

Pode argumentar dizendo que só foi se entregar e tudo de ruim acontecer, vou dizer que não. Não foi o amor. O culpado foi o outro, que quebrou a confiança e traiu promessas. O amor passa longe desse delito. Não o culpe.

Eu entendo esse seu receio depois de uma decepção cultivar o sentimento outra vez mas não reprima o que você sente por medo. Afinal, o amor nunca te fez mal e sim esse muro que você cria para afastá-lo.

Perda de lucidez

A paixão é excesso, afeto violento onde transbordamos e tudo transborda… tanto em situações prazerosas quanto de sofrimento. Ao mesmo tempo que queremos experimentar essas sensações ficamos também a mercê do medo da perda. Entre questionamentos, a irresponsabilidade do ato prevalece. Suas consequências? imprevisíveis.

tumblr_mcbk9fvX0Y1rs05p4o1_500

Ela sempre é associada a estado de perda lucidez e de pouca maturidade. O apaixonado não tem discernimento, não lê jornal, perde sua capacidade de decidir sobre a trajetória.  Apresenta a superstição de um velho, a intuição de uma criança.

Colocamos a pessoa em um pedestal e realmente acreditamos que ela só pode pertencer ao Olimpo. A qualificamos e atribuímos questionamentos como: “O que esse(a) deus(a) viu em mim?”

Por que a natureza nos joga nesse estado de louco no qual não podemos fugir? Acredito que a finalidade da paixão é nos forçar a olhar o outro. É como estar na beira do rio como Narciso olhando para o próprio reflexo, vivendo essa vida individualista passivamente construindo defesas em volta. É preciso nos forçar a mergulhar na torrente da vida. Só assim iremos do egoísmo ao altruísmo.

É verdade que nesse estado não vemos o outro como realmente é. Nos misturamos ao outro a partir de nossas próprias projeções mas esse é o primeiro passo para o esclarecimento, para a quebra do próprio reflexo no espelho. Ou do espelho? Alguns consideram como estrupo e se esbofeteia no inicio tentando fugir do conflito para logo seguir a cópula com mais intensidade.

A paixão nos coloca em movimento e começa a descoberta de um mundo com coisas novas. Pode ser por uma pessoa, uma atividade, um ideal não importa o quê.. Temos a sensação de estarmos vivos, radiantes, entusiasmados. Com ela você rejuvenesce 10 anos em 10 horas. Ela nos vira ao avesso e temos a chance de uma nova perspectiva, novos caminhos, ampliando os horizontes na alma.

Ela Nos move, chacolhe, nos tira do entorpecimento e nos mostra a aventura que necessita nosso envolvimento no processo de criação e atuação amorosa no mundo.

Paixão ajuda ou atrapalha? não sei, ela simplesmente acontece. E É uma sorte azarada.

Adaptação. 

Pra nada.

Botei uma roupa maneira, arrumei o cabelo. Papo vai e papo vem. Pra nada. Ai você diz só amizade ? Você não foi com minha cara mas infelizmente eu fui com a sua.

Cansa dizer sempre as mesmas coisas. Cansa ir com calma contar a história toda e fazer todas as perguntas de práxis. Cansa se interessar e continuar mostrando interesse. Passar noites grudada no celular trocando mensagens, e ser convidada para sair para um lugar legal em uma noite qualquer e no fim não dá em nada. Buscar exige esforço. Vai cansando a gente mesmo que o outro não entenda.Quem vai decorar o texto de novo é a gente. Quem vai cansar de repetir os papos biográficos também é a gente.

Em meio a tudo isso, vou me sentindo desinteressante, penso até em trocar o papo. Você retribui as minhas investidas e eu acho que você tá gostando. Mas nunca que vão dizer na lata, você só vai descobrir que não foi escolhido só depois. Há alguma novidade nisso? não há. Pois sempre foi assim. Só chegaremos na etapa  final se passarmos pelas anteriores. O que tá acontecendo? Não tá acontecendo nada demais. O mesmo de sempre. E é tolice me incomodar com isso, mas é triste ver a esperança partida. Isso Cansa. Só isso.

Calma ?

Quem tu acha que é para determinar o ritmo da minha loucura e da minha paixão? Sinto lhe informar que nem eu, que desde então sempre fui cautelosa com coisas do coração., fui capaz de controlar a paixão. Assim mesmo. De supetão.

Eu queria tanto ter te conhecido mais… Teria perguntado qual o seu ascendente, se acredita em numerologia. Se tem religião. Se toca violão. Prefere filme ou balada?

Gostaria de saber se seu signo combina com o meu. Não deu. Acredite: eu também queria ter esperado antes de ter revelado tudo. Mas não. Não dei espaço para seu coração. Minha paixão não teve saco para burocratização.

Não estou te amando, sem essa pretensão. Estou dizendo que quero viver sem joguinhos, sem nenhuma precaução.

Não pude viver tantas paixões. Me disseram que dói. Mas não liga não.

Passa rapidinho.

 

Meio termo

Não me venha com essa de meio termo, não aprendi a ser talvez, tô mais para tudo ou nada. Não peça para ter mais calma, sou fria ou quente, morna nunca serei. Graças a Deus.

Não sei gostar mais ou menos, ou gosto ou tô nem aí, o que não me interessa passo para frente. Desculpas é vaidade de quem prefere se esconder. Não tem essa de momento certo. Viver a vida na defensiva esperando que tudo aconteça como planejado não é para mim. Ou é riso ou é choro o resto é tédio.

Não suporto quem perde chances por medo. Metade não me satisfaz, pedaços não me bastam. Serei seu tudo ou então não serei nada. Não me proponha encontro casuais, sou puro sentimento para perder meu tempo com gente superficial.

E ai, vai somar ou sumir? Peso morto atrasa a viagem. Se for me amar que seja em excessos. Sentimento acomodado me adoece. Se não quiser, pode desistir e não peça desculpas pra sair de cena, não te pedi para entrar na minha vida.

O que você tem propiciado para os outros?

tumblr_n0ttn1QMGc1r6mab5o1_500O ditado popular diz: Colhemos o que plantamos. Sendo assim o que você anda plantando?

Você é facilitador e encorajador das pessoas a sua volta? Ou só sai da sua boca críticas e palavras que causam dor?

Tudo que fazemos retorna para nós. Porque o mundo é o que você faz com ele. É como um espelho, o que colocamos de um lado reflete do outro.

Para propiciar bênçãos não precisamos necessariamente trocar nenhuma palavra com o próximo só distribua energicamente tudo de bom, em todo lugar que estiver emane energia positivas, mentalize coisas boas.

Transforme cada oportunidade e seja uma bênção na vida de muitos. Desse modo, conseguirá atrair luz para sua vida. Pois aquele que acende uma tocha para iluminar o caminho do outro, também ilumina o seu próprio caminho. Assim é.

 

Cansada

804037_56662815-500x333Ultimamente tô meio cansada. Cansei de negar o que sinto, de emanar felicidade e de ser simpática. Tentei deixar todo disfarce ir em direção ao ralo junto com a água quente que escorria pelo meu corpo enquanto tomava meu banho pela manhã. Mas precisei recolocar a máscara logo quando encontrei algum conhecido por ai, peguei esse disfarce e fui dizer que estou ótima.

Tentei ser ignorante, não pensar muito sobre as coisas acontecendo ao meu redor. As vezes considero a ignorância uma benção que não possuo.

Cansei das minhas escolhas sensatas. Eu não quero decidir nada. Não quero ter que bater no peito para defender minhas certezas. Na verdade nunca tive nenhuma certeza, só que o mundo sempre me cobrou uma posição.

Acordei confusa e tive que encarar o caos urbano. Não quero sentir-me compreendida pelos outros. Não terei nenhum esforço para ser amada. Não vou pensar sobre as ações de outras pessoas, faça o que quiserem.

Eu não costumo me aperceber das pessoas a minha volta. E hoje quero que aconteça a mesma coisa comigo, não perceba que estou passando ao seu lado. Só hoje me deixem existir passivamente, sem sorrisos e compromissos. Minha alma precisa descansar.

#23 Ir em um lugar bonito ver o por do sol

FotorCreated

Como é fascinante o pôr do sol, um espetáculo digno de se ver. Como é lindo o pôr do sol sobre as águas! Esqueço do mundo só para contempla-lo. O manto alaranjado na água é uma magia impossível de esquecer. Olhar o horizonte infinito, que me traz saudade. Oh, quanta saudade tem dentro de mim. A nostalgia por momentos toma conta de tudo aqui dentro. Agradeço e suplico: Deus, nunca me prive dessa sua maravilhosa criação. Amém!

12092422_1041955272502358_258682466_n

Esse post faz parte do projeto 101 coisas em 1001 dias. São metas e objetivos a cumprir no prazo de 2 anos e meio. Para conferir todas as 101 coisas clica aqui.

Amigo secreto do grupo E.A.N.B.S

12208277_1058352907537967_7327850767468237305_n

Época de final de ano sempre acontece a reunião da família para trocar presente né? Quem não ama isso, hein? Este ano vou participar de um amigo-secreto diferente do projeto Vai um café? 

Esse post tem a finalidade de dar pistas falando sobre minha amiga secreta. Para matar a charada visite os blogs das outras participantes, tá bem ?

11214229_1058352944204630_7276811149836404262_n♥ Aline – Hipermetropia Fashion

♥ Barbara – Odeio Sagu

♥Bea – Since85
♥Bianca – Digavando
♥Bruna – Divergências Vitais
♥Chris – Blog da Chris
♥Grazy – Parolar
♥Lari – Elenco Feminino
♥Leticia – Cinza e Laranja
♥Náthaly – Himmel
♥Tina – Um Ponto de Convergência

Querida amiga secreta:

  • Eu lembro que quando menor eu comia pipoca (aqueles salgadinhos de milho) com biscoito DOCE. Queijo com goiaba é para os fracos. Minha estranha vontade de misturar doce e salgado.
  • Tenho olheiras sérias, se puder me ajudar. Não tive a sorte de encontrar nenhum produto milagroso.
  • Meu namorado sonha com a carreira na área militar, é capricorniano.
  • Interessante. Interessante. 
  • A coruja é o simbolo da sabedoria e da pedagogia. Amo tudo que tenha coruja.

Amigos é ter pontos em comum. não é mesmo? Espero que tenham sacado a minha ideia. Já sabe quem é ?

Saudade de quem eu fui

1375847_367997313333493_1780731949_n

Quando era bem novinha minha rotina era integralmente me dedicar a dança. Minha mãe era minha companheira – foi ela que assistia nossos mini shows em frente da tv. Foi ela que comprava os dvds para aprendermos todos os passos.

Nada se comparava aquela sensação de acertar uma coreografia e ter que ensinar a minha irmã. Eu não parava até chegar a exaustão. Era uma ansiedade tremenda e uma sensação excitante chegar em casa e deparar com novos ritmos para aprender. Verificava o molejo dos bailarinos, o acompanhava pra só assim conseguir acertar tudo que foi ensinado.

Depois que eu cresci, as responsabilidades foram aumentando. A dança foi deixada de lado para dá lugar a nova rotina. Por vezes tentei reviver aquela época, não conseguia passar horas assistindo aulas e mais aulas. Considerei que tava mesmo enferrujada.

E por vezes eu perguntava: Cadê aquele encanto?

Tirei a conclusão que na verdade sinto falta daquele excitante mundo colorido, da pureza de criança e do êxtase por pequenas novidades.

A lição que eu pude tirar: Será que em muitas situações confundimos sentir falta de alguém com saudade da nossas próprias sensações?

Sabe, eu acho, sim, que a saudade seja legítima. Mas também concordo que nem sempre ela é direcionada a outra pessoa! Às vezes, isso é mais sobre nós mesmos.

Eu não acho que posso afirmar que sinto falta de todos que já passaram por mim. Na verdade, eu tenho saudade é de quem eu fui, daquela que eu era ao lado de cada um. Como uma criança que cresceu e já não vê mais a mesma graça em dançar com uma pequena plateia (minha mãe) e se achar a Joelma, mas que gostaria muito de trazer para hoje aquele mesmo encanto puro e singelo da sensação de um nova dança aprendida.

Confira alguns outros posts sobre Um sobrenome chamado saudade do projeto Vai um café:

Texto da Aline Molleri do blog Hipermetropia

Texto da Silva Souza do blog Reflexões e angústias 

Texto da Bruna do blog Divergências vitais

Texto da pitaquinha do Blog Pitacos e achados

Texto da Liley do blog Liley Carla 

Texto do Gustavo Roubert 

Texto da Letícia do blog Os benefícios de beber café 

Post da Lari Reis do blog Yellow ever shine

Texto Ana Camina

12191717_10207450342518984_5470877887559865017_n

Usei e gostei/ Outubro

Há algum tempo venho querendo mostrar a vocês os itens que tenho usado e gostado. Sempre adiando mas finalmente tomei vergonnha na cara e vim preparar esse post. A ideia é mostrar 5 coisas peças de roupas/ produtos/ itens de decoração que eu esteja usando e gostando.

Bem, primeiro escolhi um produto que uso há alguns meses por recomendação da minha dermatologista. Isso mesmo, sofro com problemas de acne. Sempre que tentava tratar por conta própria minha pele ficava horrível, super ressecada. Normalmente quem sofre de espinha costuma ter pele oleosa e precisa de algo próprio para esse tipo de pele pra dá uma limpada. Esse sabonete é o epidac em barra, com base vegetal que limpa suavemente e consegue controlar minha oleosidade.

usei e gostei 2

Nunca fui de investir em esmalte, achava que era tudo a mesma coisa. Até que descobri a coleção da preta gil e me surpreendi com a durabilidade e o acabamento. Agora eu aprendi que investir em um esmalte bom não é coisa atoa.

usei e gostei 3

O que falar dessa máscara que me deixa com cílios power? É a queridinha do momento. eu que nunca fui muito ligada em máscara acabei experimentando e me apaixonei de cara.

usei e gostei 4

A embalagem é tããããão linda, o perfume é bem docinho e marcante. E ó dura o dia inteiro. Não é atoa que é o queridinho de muitas meninas.

usei7

O ultimo mas não menos importante produto é essa base que eu vou usar por muito tempo porque o custo beneficio é muito bom. Uniformiza minha pele e dá para usar tanto ao dia quanto a noite. Tem formula leve que ajuda a controlar a oleosidade. Sempre ouvia falar dos produtos mary kay, dai conheci uma consultora que apresentou os produtos da marca. Nem preciso dizer qual foi minha reação ao me ver no espelho né?! ‘Eu quero essa base para ontem”. (Base Mary Kay cobertura média)

usei6

Esses foram meus 5 produtinhos que usei e estou usando ainda. Agora eu quero saber de vocês, qual produto queridinho do momento?

Aprender a dizer adeus

tumblr_ltnq2entip1qkscwbo1_500_large (1)Hoje é sexta-feira, como outra qualquer. Corro para alcançar o ônibus em uma tentativa inútil, terei o desprazer de pagar a passagem mais cara pois ninguém teve a ideia de colocar outra linha. Começo a me arrepender da horas a mais que fiquei no computador. Tento enxergar qual a placa do ônibus que se aproxima, cumprimento o motorista e me dirijo ao assento perto da porta de saída. Agora estou indo em direção a rodoviária, admirando o percurso sentindo a brisa no rosto. Esses momentos sempre fazem eu sentir vulnerável diante dos meus próprios pensamentos filosóficos e um tanto malucos.

Penso em tudo que ganhei e perdi nesse tão curto tempo. E concluo que sinto saudades. Até mesmo daquilo que não vivi. Revirando o passado, encontrei antigos amores e amigos que nunca mais vi. Tentei criar teorias para tentar explicar porque as pessoas que eram tão importantes para mim já não fazem parte da minha vida. A vida é engraçada. Até então achava que a saudade era uma forma de sofrimento em uma busca desenfreada por aquilo que não existe mais. Na real a saudade é uma forma de dizer “ei, eu já fui feliz com você”. Existem momentos que é preciso você mesmo ir embora. Pegar as malas e partir para outra aventura.

Eu pratiquei o despego. E acredito que o despego não é uma coisa banal que todos pregam nas músicas de hoje. É saber a hora certa de deixar o outro. E essa foi uma decisão difícil, estava mais apegada a aquilo que foi um dia e não levava em conta que não era mais. Não é necessário arrancar aquela pessoa da sua vida, as vezes dá um basta na hora certa significa deixar apenas a parte boa.

Peço a parada e caminho em direção ao terminal rodoviário. Todos os pensamentos anteriores se dissolvem num passe de mágica. Reviro a bolsa por alguns minutos a procura do celular e quando eu levanto o olhar, aqueles olhos estão cravados em mim. E então percebo que na vida nada é em vão, tudo que você precisa fazer é ligar as pistas. Aqueles olhos são distantes não mais reconfortantes enquanto me apresso para me livrar deles concluo que aprender dizer adeus é libertador.

Cresci porque sofri

tumblr_lqidasy4Gq1qmirnto1_500Quando falam sobre saudade a única coisa que consigo pensar é sobre o dilema de crescer e ter que substituir todo drama de adolescência pelas obrigações da vida adulta. Eu olho para trás e vejo todos os problemas que eu acreditava serem os piores da vida e que eu nunca superaria. Desses problemas eu realmente sinto falta, eu mal sabia que essa era a versão fácil de todas as complicações.

É engraçado como mudamos e não sabemos qual acontecimento específico causou essa mudança.Lembro de uma época que eu era mais sentimental, confiava demais, esquecia as coisas rápido demais, relevava tudo demais. Essa ingenuidade demais causa até certa nostalgia, é tão mais tranquilo achar saber todas as repostas. Hoje eu tenho medo até de fazer as perguntas.

A realidade é dura, os verdadeiros problemas não surgem quando tentamos criar teorias para as coisas. Ele vem numa tarde de domingo e nos pega desprevenidos. Sofri uns baques, vivi umas dores. E digo, crescer dói muito mais que aquelas quedas no jardim de infância que hoje só restam as marcas. Amadurecer só é possível quando paramos de olhar para os outros. É quando tentamos responder aquelas perguntas: Quem sou eu? O que eu quero da vida? Por que dói tanto? É o momento que nossa própria companhia se torna a melhor e mais importante. Quando silenciamos o mundo e ouvimos a nossa voz interior. Reconhecemos que as coisas ruins fazem parte de nós. Parece clichê mas só quem já superou sabe que uma hora a ferida seca, a dor é engolida e ganhamos impulso para seguir em frente.

Quem me conhece sabe o tanto que tentei esconder as marcas do joelho judiado e do coração remendado. Sofri porque cresci. Cresci porque sofri.

Era para ser um texto de uma postagem coletiva mas acabei fugindo do tema. rs

Inspiração: Fotos sozinha no campo

O campo é um lugar calmo e com muita vegetação o que torna um dos meus lugares preferidos para admirar. Sem falar nas fotos que ficam perfeitas. Saca só…

a766[1]-tile

Qual foto é sua favorita?

Por que você tem um blog?

large (1)Os blogs agora são empresas. Não acho ruim, quem não quer trabalhar naquilo que gosta ? Porém, no meio de tanta grana pecamos em buscar incansavelmente por retorno financeiro. Nesse processo muitos blogueiros perdem a originalidade e acaba pegando como padrão a seguir aquele famosinho na internet. Não nego que já pensei nisso, “poxa! acho que meu blog está incompleto por não ter look do dia, resenhas de produtos e tudo mais”. Não, não preciso copiar nada de ninguém, o bacana de ter blog é colocar você nele. O intuito dos blogs deveriam ser compartilhar experiências e encontrar aquela pessoa que se identifica com as coisas que você escreve. E essa troca é enriquecedora para ambos, não esqueçamos disso jamais. Fico triste quando os blogueiros não consegue interagir com seu público, incapazes de trata-los como pessoas.

Fazer posts virou negocio, compartilha tendências e marcas. “Escrever muito é coisa do passado se quiser ser visto não faça isso, a internet é casa de preguiçoso”.Não podemos escrever um textão? Engano seu, podemos sim. O internauta ama ler e não gasta um tempo para ler um texto de 6 parágrafos? Ele prefere ver fotos de ostentação da blogueira top. Não há nada de errado nisso mas essa blogueira não é melhor do que uma de layout simples que escreve textos enormes. Ter um blog de sucesso nem sempre quer dizer ter conteúdo bom e sim ser um expositor de marca. É um absurdo ver gente fazendo de tudo para aparecer e ganhar grana. Mas me diga qual marca vai pagar para quem não é perfeita?

Espero sinceramente que os blogs inteligentes não percam sua essência e sua empolgação, que todo dia eu possa me deparar com textos bem redigidos e que o retorno financeiro seja apenas consequência de um trabalho realmente bom.

Ontem conheci um projeto incrível da Beatriz Aguiar: “O projeto em si é para pessoas como nós, que gostamos de blog-ar apenas por amor, mas que esperamos também aquele comentário “muitcho amô” dos nossos colegas de blogosfera e daqueles que sabemos que leem o post todo hahaha, como nós fazemos quando visitamos um blog amigo. E que também retribuímos o carinho mesmo sem nada em troca, que gostamos de ler, saber sobre a vida, ler posts inspiradores.
O grupo é mais para blogs pessoais, daqueles cheios de amor que os autores falam sobre o que gostam, sem pensar apenas em $$ e fama.
Afinal, ostentação na blogosfera é o que mais tem.
Com esse grupo, quero resgatar o sentido que é blogar por amor, que deveria ser o principal incentivo. Mas também para conhecermos novas pessoas que carregam este mesmo sentimento e espalhar amor por aí! O grupo e o Projeto ‘Existe amô na blogosfera, sim’ é pra incentivar os blogs pessoais a não desistirem”.

Se você tem um blog e pensa como a gente, abrace esse projeto. Para saber mais o grupo no facebook é esse Aqui.

Churros

churros_da_si-41Bom gente, hoje trago uma receita que aprendi a fazer e desde então não gasto nenhum dinheiro comprando churros prontos rsrsrs. Se eu soubesse que era tão fácil já teria feito a muito tempooo. É muito prático, até eu que não tenho habilidade culinária me saio super bem nessa daí. Vamos aos ingredientes:

Ingredientes

1 xícara de farinha de trigo

1 colher (sopa) de açúcar

1 colher (chá) de sal

1 colher (sopa) de óleo

1/2 xícara de água

Passo a passo

  • Junte a água, o açúcar, o sal, o óleo e leve ao fogo até levantar fervura. E desligue o fogo.
  • Misture o líquido quente junto com a farinha, mexendo até ficar uma massa macia.
  • Molde com a máquina de churros ou com o saco de confeitar de bico pitanga. Pode ser moldado com as mãos também.
  • Coloque o óleo para esquentar. O segredo é não deixar muito quente para não ficar cru por dentro.
  • Sirva com doce de leite, geleias ou chocolate.

Bom apetite!

Inspiração: Foto na praia com namorado

tumblr_ng0niaIaSU1svwr57o1_500

O final de semana se aproxima e o que fazemos quando moramos no litoral?(…) É sempre bom incluir a praia no programa a dois. E para curtir esse momento vale tirar umas fotos bem bacanas com seu amado. O cenário já é lindo assim e para completar só é preciso fazer umas poses legais e aproveitar. Trouxe algumas inspirações e duvido que depois desse post você não queira ir a praia na primeira oportunidade.
casais_020-tile

Iai gostaram? Não esquece de curtir a página do blog clicando aqui.

Day one: Puta carência

Agora eu tô lendo Eleanor & park, na hora que ela visita a casa do park e ele diz “sorria para minha mãe” “ninguém como você veio aqui” e ela faz todo charme teatral chorando sobre a impossibilidade de alguém sequer gostar dela. Sinto que Raiwbom quis tirar sarro com minha cara porque é justamente desse drama que tá atrapalhando minha vida nesse instante. Deixa eu esclarecer umas coisas:

Quando você sente que uma pessoa não quer fazer uma coisa, mas mesmo assim ela está fazendo, ou você acha que ela tá fazendo, porque na real você não sabe mais nada, e você entra numas de ter pena de si mesma por estar recebendo algo que não está sendo dado assim ~de coração~, você sente toda a carga pesada e a raiva embutida porque na real você é um puta de um estorvo maligno na vida alheia, e ao mesmo tempo fica meio triste pela outra pessoa, que tá ali claramente infeliz porque não consegue se livrar. de você. if i did have a tumor, i’d name it marla, e tal. e é nítido que ela adoraria se livrar. de você. mas não é assim tão simples. nada é simples.

Mas o problema é que as vezes eu sou maligna e imploro coisas que as pessoas não estão fazendo por mim. E o ato de implorar me faz um filha da puta porque eu não peço, eu exijo, eu chingo e magoo. Pura carência. Eu sei. Ou culpa da tpm que me deixa introspectiva pensando em cada ato do próximo. Eu juro que tento ser de boa e não levar muito para o lado pessoal. Mas quando dou por mim já fiz merda. Diante disso, resta duas alternativas: posso me fazer de vítima abandonada ou posso ir lá e pedir desculpas. Escolho a segunda opção. Os erros não se justificam com outros erros e eu não quero viver a vida na defensiva.

Sorte minha que eu tenho um terapeuta, quer dizer um blog.

Leituras nas férias

Alguém disse férias? Simmmmmmmmmmm! O que isso significa? Maratonas literárias uhuuuu o/

Vou mostrar para vocês 4 livros que pretendo ler nessas duas semanas e que vão aparecer nos próximos posts falando o que achei deles. Tá bem?

resenhaliteraacuteria_eleanoreparkf1_zps97a62dc5

Eleanor & Park | Rainbow Rowell

Esse livro eu até já comecei a ler. Eleanor e Park estudam na mesma escola e senta todos os dias juntos no ônibus. A Eleanor é estranha e veste de maneira não adequada aos padrões e todos acabam por desprezá-la. Até o próprio Park possui uma relutância no inicio mas logo eles começam a conversar, dividir quadrinhos e gostos musicais. O livro possui certo grau de fofura e também trata de assuntos sérios como bullying, problemas familiares, sexualidade e corações partidos.

tumblr_nry7fhevsR1tvgwqfo1_1280

Plutão | R. J Palacio

Como não ler a continuação dessa série? O livro Extraordinário é simplesmente extraordinário haha. O chris é o melhor amigo de Auggie (protagonista do livro extraordinário) que apresenta feições incomuns. O livro Plutão alterna entre o presente e a época que os dois meninos eram vizinhos. O chris está enfrentando a separação dos pais e dificuldades na escola. Nele é esclarecido o porque de Chris ter se afastado do amigo e como ele encarava a deformidade. Uma história sobre o que é um amigo de verdade. E ó, só estar disponível na versão ebook.

100_0779

O segredo de Emma Corrigan | Sophie Kinsella

Com humor e muito charme, Sophie nos apresenta a Emma, uma inglesa perto dos 30 anos, mas longe de uma definição na vida. Na memória ela guarda situações ultraconfidenciais: como perdeu a virgindade enquanto os pais assistiam Ben-Hur na sala de TV, o que pensa sobre o namorado, as peças que prega nos colegas de escritório, seu peso real. Funcionária Júnior da Panther Corporation, uma empresa de produtos energéticos e esportivos com filiais por toda Grã-Bretanha, Emma vai a Glascow participar da reunião de marketing sobre um novo refrigerante, a Panther Cola. O que parecia uma grande oportunidade profissional se transforma num pesadelo. Como se não bastasse ter derramado a bebida num superior, seu vôo de volta para casa quase cai. Em momentos de tensão as pessoas fazem as coisas mais estranhas. E Emma Corrigan não é exceção. Acreditando estar a um passo de uma morte trágica, ela conta todos os seus pequenos pecados para o passageiro ao lado. Afinal, qual a probabilidade de vê-lo de novo? Ainda mais com vida? Mas o destino decide brincar com a protagonista: o avião pousa em segurança e o distinto cavalheiro nada mais é que o fundador e presidente da empresa onde trabalha. E além dos segredos pessoais, Emma abriu o verbo sobre todos os colegas da Panther e suas estratégias para enrolar no serviço. Para recuperar o respeito profissional – e voltar às boas com o pessoal do escritório – Emma se mete nas situações mais inusitadas, quase novelísticas. Mas com as quais todas as mulheres acabam se identificando.

Indique o quarto livro 

“Ops, você não disse que eram quatros livros?”

Deixe nos comentários um livro que é tão bom que eu deveria ler agora!

Dicas para organizar suas gavetas

ae57db169f90086585ceb782e81a424cQuem é desorganizada ai ? o/

É incrível como a minhas gavetas bagunçavam tão rápido, na hora da pressa as coisas sumiam e eu tinha que revirar tudo. Não adiantava dedicar um tempo para organização delas. Se você se depara nessa mesma situação ou até mesmo está insatisfeita com seu método de organizar continue lendo. E se você é organizadíssima continue lendo também, suas sugestões são uteis aqui.  Tá bem ?

Jogue fora tudo que não tenha utilidade

As vezes acumulamos tanta coisa que não usamos que fica até díficil encontrar espaço para toda tralha. Comece separando tudo aquilo que não serve.

Crie divisórias

Sua gaveta não possui divisórias ? Seus problemas acabaram… Segue o tutorial feito com papelão super fácil de fazer

  1. Meça a altura das gavetas e corte 5 larguras de gavetas. Duas tiras do mesmo comprimento da gaveta e 3 tira com a mesma largura. Todas devem ter a mesma altura, tá?organizador-gaveta-cortar-tiras
  2. Com o estilete, faça pequenos cortes nas tiras, da mesma forma que a imagem abaixo. Observe que as maiores estão divididas em três e as menores em duas.organizador-gaveta-fazer-cortes
  3. Para finalizar encaixe as tiras de papelão conforme a imagem, criando doze divisórias. Ou você pode modificar para mais ou menos.encaixar-tiras

Organizando as calcinhas

Como-dobrar-calcinhas-e-cuecasDessa maneira, a calcinhas formam um envelope e ocupa menos espaços e fica mais fácil na hora de procurar e pegar.

Separe por categorias

Eu tenho uma gaveta para peças intimas e meias, outra para roupas de dormir, roupas de mendigo, roupas de sair que não precisa ficar em cabides. É melhor deixar as roupas visíveis que não fique uma em cima da outra.

O ideal é não ficar todos os dias organizando tudo novamente, quando você já sabe que lugar aquela coisa está é mais fácil manter a organização do ambiente. E aí, Qual a formula que vocês usam para não deixar as roupas amontoadas?

Retrospectiva primeiro semestre

Oi gente, hoje eu venho compartilhar com vocês um momento gratificante na minha vida, a conclusão do primeiro semestre em pedagogia. O primeiro semestre é sempre tudo novo e mais difícil até pegar o ritmo da coisa. Foi corrido nos últimos dias mas é muito bom você se encontrar profissionalmente e conhecer pessoas com a mesma afinidade. É maravilhoso a diversidade de pessoas que você encontra na universidade, na minha sala tem professor, advogado, policia, administrador, dona de casa etc, tudo isso contribui para o nosso crescimento pessoal. Encontrei os melhores amigos da vida lá ♡

Sem falar nos professores que foram maravilhosos nesse processo, a Tia Lu merece ser citada aqui pois suas aulas eram incríveis, a gente sentia o amor que ela emanava pela profissão e a todo momento fomos encorajados a não pensar a pedagogia pelos clichês que ouvimos por aí. O pedagogo é essencial na formação do individuo e merece ter ter seu espaço e um salario digno.

Vamos as fotos… Essa foto abaixo foi meu primeiro dia de aula estava pulando de alegria por estar onde eu queria finalmente. Realizada com certeza.

Turma pedagogia uesc 1 semestre

Aqui foi meu aniversário surpresa no bosque da Uesc, elas fizeram um piquenique para mim. Muito amor!

niver

Na disciplina de sociologia foi proposto uma plataforma interativa de extensão sociológica, as atividades foram desenvolvidas numa Instituição de acolhimento infantil. Usamos o lúdico/pratico para transmitir conceitos sociológicos que ajudasse essas crianças a desenvolver e aprimorar características necessárias para o relacionamento interpessoal.

11196336_718230794954605_7507773998991703957_n

Pra quem tem interesse no curso segue o currículo de tudo que estudei nesse primeiro período.

  • DISCIPLINA: História da Pedagogia e das Ideias Pedagógicas

EMENTA: Apresenta a trajetória da Pedagogia. Analisa as Diretrizes Curriculares Nacionais – DCN do curso de Pedagogia. Discute a identidade do pedagogo. Estuda a história das idéias pedagógicas no Brasil e sua relação com as teorias educacionais.

GADOTTI, Moacir. Histórias das idéias pedagógicas. 8. ed. São Paulo: Ed. Ática, 1999.

  • DISCIPLINA: Antropologia e Educação

EMENTA: Estudar a origem dos elementos básicos da cultura humana, sua propagação e evolução. Aspectos antropológicos da religião. Identidade, etnicidade, raça, gêneros, cultura e tecnologias na sociedade contemporânea e suas implicações na educação infantil e fundamental. Os processos de mecanização, automação e informatização. A diversidade cultural e a relativização cultural. A escola enquanto espaço sociocultural.

  • DISCIPLINA: Filosofia da Educação

EMENTA Estuda a origem e natureza da filosofia. A natureza investigativa e crítica da filosofia. A filosofia antiga: o problema do ser. A filosofia medieval: o problema da fé e da razão. A filosofia moderna: o problema do conhecimento. A filosofia contemporânea. Proporciona a compreensão da Influência da filosofia no processo de formação do ser humano. Os sistemas filosóficos modernos: racionalismo, Descartes; iluminismo, Kant; romantismo, Rousseau; e idealismo, Hegel. Os sistemas filosóficos contemporâneos e a educação. Aproximações entre filosofia e pedagogia. BIBLIOGRAFIA ARANHA, Maria L. de Arruda. Filosofia da educação. São Paulo: Moderna, 1996

  • DISCIPLINA: Psicologia da Educação

EMENTA Estuda os processos de desenvolvimento e de aprendizagem na infância, na adolescência, na fase adulta e idosa. Teorias contemporâneas da aprendizagem. A aprendizagem e suas relações com os processos de ensino na educação Infantil, ensino fundamental e Educação de Jovens e Adultos. Questões contemporâneas de estudo sobre aprendizagem: definições e proposições teóricas sobre dificuldades de aprendizagem; reflexões sobre o não-aprender na escola; Medicalização do não-aprender; filiação e parentalidade no contexto contemporâneo e a aprendizagem escolar.

  • DISCIPLINA: Sociologia

EMENTA Apresenta a emergência do pensamento sociológico. A sociologia como ciência. O pensamento de Durkheim, Marx e Weber. Características essenciais da teoria social contemporânea: teorias, potencialidades e delimitações. MARTINS, Carlos. O que é Sociologia. São Paulo: Brasiliense, 2001

  • DISCIPLINA: Leitura e Produção de Texto

EMENTA Proporciona o desenvolvimento das habilidades de leitura e da produção de textos em uma abordagem linguístico discursiva. Tipologias textuais: narração, descrição, dissertação. Elaboração de textos acadêmicos: Resumos, resenhas, artigos, ensaios, relatórios, dentre outros

  • DISCIPLINA: Atividade Integradora Baseada em Problema – AIBP I

EMENTA Discute a Pedagogia e as contribuições da Filosofia, Sociologia, Antropologia, Psicologia para formação do pedagogo. Investiga a atuação do pedagogo em espaços escolares e não escolares.

Aguardem os próximos capítulos, ou devo dizer, semestres!

Queria escrever uma coisa bonita

tumblr_lwbv2mgdG41qkpw0so1_500_largeÉ tão bonito o que você faz comigo que eu quis escrever uma coisa bonita. Escrever todas as palavras bonitas do mundo. Sorvete, chuva, sol, mar, cafuné. Coloquei para tocar Nando bem baixinho. Eu queria que você lesse, com a sensação de beijo no pescoço, de dedos percorrendo pelos cabelos. Eu te queria uma sensação bonita.

Queria te dizer palavras bonitas que não fosse exagero e nem mentira. Queria te dizer algo que desse para sentir os meus braços em volta de ti e o meu peito contra o teu. Que trouxesse uma sensação de conforto que só nosso abraço nos traz.

Queria te dizer algo que fizesse te emocionar da mesma forma que semana passada você me emocionou. Só queria escrever algo tão bonito da nossa história juntos que fizesse você chorar de alegria, assim como o dia que me levou até a arvore do nosso primeiro beijo.

Queria te dizer uma coisa tão bonita quanto o suspiro que enche o pulmão de ar e transforma quilômetros em arrepios. Queria dizer algo tão bonito quanto a palavra de esperança que você deve está ouvindo agora. Queria te dizer algo tão tocante quanto a palavra do Pastor.

Eu quis te mandar – por pensamento, por carta, por notas musicais, por cheiro, por carinho- o que eu sinto aqui dentro. Só quis te dizer que meu coração já não pulsa mais, e sim pula e samba de alegria.

Tag Irmandade dos blogueiros do mundo

wpid-wp-1441747549287Fui indicada para responder essa tag do querido Gil do blog Casuísmo. Corre lá para ver as respostas dele.

As regras são as seguintes:

  • Insira o logotipo da Tag
  • Agradecer e marcar o Blog que te indicou
  • Responda dez perguntas
  • Indicar dez blogueiros e avisá-los
  • Criar dez novas perguntas para os indicados

Perguntas

  1. Sobre o que mais gostam de escrever?

Gosto de escrever sobre sentimentos profundos que sempre me deixa inquieta e com dúvidas. Quando coloco em palavras escritas parece que consigo organizar melhor meus pensamentos.

2. Como se vê daqui 10 anos?

Hummm… Com 28 anos pretendo já ter minha família, com condições financeiras estável e viajando por aí.

3. Uma emoção que te define ?

Gratidão. Nunca me senti tão grata pela vida e pelas pessoas que está ao meu lado, como agora. Hoje eu reconheço o valor de pensar e fazer coisas boas e isso me traz uma paz e sentimentos de alegria.

4. O que não pode faltar na sua folga?

Um lugar tranquilo em que possa relaxar.

5. Se você tivesse uma lista de objetivos, quais seriam os três que estariam no topo da lista?

Passar no concurso

Viajar

Pegar meu diploma

6.Um lugar que sempre te inspira?

Os blogs

7. Você tem algum sonho bobo? Se sim, qual?

Ganhar um mega declaração de amor.

8. De onde você gostaria de estar escrevendo agora?

Paro para admira-lo e as minhas inspirações ficam a flor da pele, escrevo sobre o amor que sinto o que já não é mais novidade por que cada texto tem um pouco dele. Olho para ele e percebo que a atividade de estatísticas está muito complicado pois seu cenho está franzido. O que é difícil acontecer, ele sempre leva a vida de forma tão descomplicada que são raros os momentos em que vejo seu semblante confuso. Estou aqui sentada na poltrona em sua direção, estamos separados por alguns poucos metros e minha vontade é deixar tudo de lado e adormecer nos seus braços. Só que amanhã irá reclamar que não foi a posição mais adequada, ouvirei ele queixando das dores por eu ter dormido em cima do seu braço. Envés de concretizar minhas vontades, concentro no meu texto e conservo sua concentração. Porque eu tenho um texto para entregar a editora e ele prova amanhã.

Esse tempo que espero para correr ao seu encontro é só mais uma maneira de relembrar os velhos tempos repletos de saudade e emoção.

9. Se pudesse escolher alguém para ter sempre por perto, quem seria?

Minha irmã

10.Tem grandes pretensões para o seu Blog?

Pretendo que o blog seja um lugar onde as pessoas gostem de visitar. Ter reconhecimento e ganhar muitos seguidores.

Perguntas para os indicados

  1. Quem você mais admira? Por que?
  2. Qual seu sonho?
  3. Qual seu blogueiro favorito ?
  4. Quais são seus Hobbies?
  5. Como foi suas ferias favoritas ?
  6. O que te levou a criar um blog?
  7. Qual a musica da sua vida?
  8. Conte sua vida em um paragrafo.
  9. Pra esse ano quais foram seus planos? E o que está fazendo para concretizar?
  10.  Você gosta de mpb ? rs

Blogs indicados

Crescendo aos poucos

Sentimentos de um garoto

 Atividade desordenada

Eis a questão

Sem regras

Na vida precisamos chorar

tumblr_lx00ztMPR91qfljvuo1_500Por que precisamos nos esconder atrás de um sorriso? Essa coisas de sofrer calado sempre foi algo presente na minha vida. Fui criada por uma mulher que raramente vi uma lágrima, era quase considerado um pecado, como se cada lágrima fosse sinônimo de fraqueza.

Acabei achando que a vida era só para quem conseguia seguir em frente em todos os momentos. Como uma competição, e perde que se deixa amargurar ou sofrer. A vida diz que não devemos paralisar nenhum segundo, ela não quer saber quanto tempo você precisa.

“Estou bem” são palavras mágicas para quem quer usar uma máscara agradável e alegre. você quer mesmo ser visto como alguém forte? Pura tolice, afinal, quem a vida não dilacerou? É muito cruel sorrir quando se quer chorar, quando não podemos desabafar pra manter a vaidade e o pedestal de pessoa que as desgraças não abala.

Tristeza não é fraqueza, é se sentir humano. Toda bad precisa de um tempo de recolhimento. É justo!

Sinta, chore, sofra depois lave o rosto e comece tudo de novo. Na vida é preciso se permitir, e isso tem haver com permitir chorar também.